Este espaço está aberto para compartilharmos idéias sobre crianças, educação infantil e criação de filhos. Todas as idéias são bem vindas!

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Projeto de Literatura Infantil- Poemas- Plano de Aula

Justificativa

Quando trabalhamos literatura na escola, os resultados são sempre gratificantes, com certeza. Tanto o professor quanto a escola, só tem a ganhar e muito mais o aluno, que será o maior beneficiado com esse tipo de projeto, que o ajuda a adquirir conhecimentos, elevar sua auto-estima, contribui para a formação de sua cidadania, melhora a leitura e o mais importante, o aluno aprende criando!

A fantasia ajuda a formar a personalidade, ler histórias, contos, fábulas e poesias para as crianças é o primeiro e principal passo rumo ao estabelecimento desse grande amor que deve existir entre as pessoas e os livros. As crianças também desfrutam de bom divertimento com as imagens, se encantam com as rimas, se deslumbram com as histórias e, depois de tudo isso se sentem motivadas a conversar sobre o que leram ou ouviram, escrever suas próprias rimas e contos, desenhar painéis que demonstrem suas sensações e versões das poesias descobertas. A Literatura Infantil facilitando o acesso ao mundo da fantasia e do fantástico estimula a criatividade, bem como a construção de uma identidade pessoal. Isso ocorre porque a literatura fertiliza a imaginação das crianças!
No momento, sou professora de Educação Infantil da Escola Internacional Preparando Gerações (School Of Tomorrow), em Atibaia, SP. Apesar de não estar em sala de aula com o 3º ano, trabalho diretamente com os alunos em fase de alfabetização (5 e 6 anos) através de projetos.

Pelo que observo nas escolas, mais particularmente em nosso colégio e na prática dos meus colegas professores, posso afirmar que os professores de Língua Portuguesa ou Comunicação e Expressão, Produção Textual sejam os principais mediadores dos conhecimentos, da tarefa de tratar assuntos literários, e principalmente, de falar de poesia. Claro que outras matérias podem e devem fazer uso da literatura e outras áreas de ensino podem explorar assuntos ou trabalhos relacionados ao tema literário em discussão, que pode ser uma notícia de jornal, uma fábula, uma história em quadrinhos, uma charge, uma propaganda, etc, podendo, durante uma oficina, por exemplo, promover atividades como concursos de poesia, saraus literários sobre temas diversos, como dengue, AIDS, meio ambiente, enfim, trabalhar todos os temas transversais.

Em todos os momentos a poesia é bem-vinda, em nossa escola é trabalhada logo nas séries iniciais (Nursery 1 – crianças de 2 anos), para que as crianças desde cedo possam criar o hábito da leitura e da escrita, desenvolvendo a afetividade, a expressão verbal, física e corporal. A poesia pode ser trabalhada de várias formas, dependendo da ocasião e da idade da turma.

Tratando-se de alunos do 3º ano, é interessante fazer um levantamento dos poemas que cada aluno conhece; em seguida, formar grupos e escolher alguém para ler e, após, fazer um mural para exposição dos trabalhos, brincar com as palavras é uma ótima atividade, buscando trabalhar com a seqüência didática, aproveitar conhecimentos que os alunos trazem do seu convívio familiar e social, do lugar onde mora, e montar palavras, buscar rimas simples, pois estão aprendendo ainda. Pode ser um trabalho individual ou em grupo, no que diz respeito à produção e a leitura; fica interessante também se os alunos trabalham a poesia com dramatizações, adivinhações, oficinas literárias através da música.

É necessário que o professor, antes de tudo, faça um levantamento de alguns poetas para que os estudantes tenham um primeiro contato com eles e suas obras e para que saibam da existência, percebendo como ler e escrever poemas é muito bacana. Posteriormente, os professores podem explorar esses livros com os alunos, trabalhando, criando, corrigindo, expondo, divulgando e incentivando com elogios, o que é muito importante para que eles se sintam estimulados.
Quando trabalhamos literatura na escola, os resultados são sempre gratificantes, com certeza. Tanto o professor quanto a escola, só tem a ganhar e muito mais o aluno, que será o maior beneficiado com esse tipo de projeto, que o ajuda a adquirir conhecimentos, elevar sua auto-estima, contribui para a formação de sua cidadania, melhora a leitura e o mais importante, o aluno aprende criando!

A fantasia ajuda a formar a personalidade, ler histórias, contos, fábulas e poesias para as crianças é o primeiro e principal passo rumo ao estabelecimento desse grande amor que deve existir entre as pessoas e os livros. As crianças também desfrutam de bom divertimento com as imagens, se encantam com as rimas, se deslumbram com as histórias e, depois de tudo isso se sentem motivadas a conversar sobre o que leram ou ouviram, escrever suas próprias rimas e contos, desenhar painéis que demonstrem suas sensações e versões das poesias descobertas. A Literatura Infantil facilitando o acesso ao mundo da fantasia e do fantástico estimula a criatividade, bem como a construção de uma identidade pessoal. Isso ocorre porque a literatura fertiliza a imaginação das crianças!
Objetivo Geral



Favorecer a formação de leitores e escritores, oferecendo aos alunos uma oportunidade de aprimoramento no universo poético, a poesia é arte essencial: seja pelo ritmo, pela musicalidade, pela possibilidade de expressar sentimentos, ou pelo simples prazer de brincar com as palavras.




Objetivos Específicos



Valorizar os conhecimentos prévios do aluno, capacitando-o a expressar idéias, sentimentos e opiniões;


Estabelecer a comparação direta entre dois tipos de texto: o literário (no caso, o poema) e o informativo, juntamente com a impressão causada por eles (cada um deles);


Levar o aluno a refletir e entender que a leitura pode ser fonte de informações, de prazer e de conhecimento;


Capacitar o aluno a identificar os pontos mais relevantes de um poema;


Perceber as propriedades da escrita: letras como representação de fonemas, direção da escrita, combinação das letras, formas e tipos de letras;


Expressar seus sentimentos, experiências, idéias e opções individuais através de poemas.






COLETÂNEA DE POEMAS

Poema 1
O Cavalinho Branco
Cecília Meireles


À tarde, o cavalinho branco
está muito cansado:
mas há um pedacinho do campo
onde é sempre feriado
O cavalo sacode a crina
loura e comprida
e nas verdes ervas atira
sua branca vida.
Seu relincho estremece as raízes
e ele ensina aos ventos
a alegria de sentir livres
seus movimentos.
Trabalhou todo o dia, tanto!
desde a madrugada!

Descansa entre as flores, cavalinho branco,
de crina dourada!


Poema 2

O trenzinho
João de Deus Souto Filho




O trenzinho piui Apita aqui e ali Levando gente Levando carga Levando graça Pro meio da praça O trenzinho piui Apita aqui E apita ali Piui, piui, Piuipiriripipi!!!





Poema 3

O Relógio
Vinícius de Moraes

Passa, tempo, tic-tac Tic-tac, passa, hora Chega logo, tic-tac Tic-tac, e vai-te embora Passa, tempo Bem depressa Não atrasa Não demora Que já estou Muito cansadoJá perdi Toda a alegria De fazer Meu tic-tac Dia e noite Noite e dia Tic-tac Tic-tac Dia e noite Noite e dia


Poema 4
Aninha e suas pedras
Cora Coralina


Não te deixes destruir...Ajuntando novas pedrase construindo novos poemas.Recria tua vida, sempre, sempre.Remove pedras e planta roseiras e faz doces. Recomeça.Faz de tua vida mesquinhaum poema.
E viverás no coração dos jovense na memória das gerações que hão de vir.Esta fonte é para uso de todos os sedentos.Toma a tua parte.Vem a estas páginase não entraves seu usoaos que têm sede.




Poema 5
No Reino das Pipocas
Claudia Liz
Era uma vez,Uma casa redondinha Onde estavam bem juntinhos Os travessos milhozinhos. Brincavam de rolarTodos juntos amarelosDepois começavam pularE não usavam seus chinelos. E naquela bagunça todaO telhado se mexeuTodas já ficaram brancasE a garotada apareceu Um cheirinho bem gostosoUm gostinho especialQue não gosta de pipoca,Vai brincar lá no quintal.


ATIVIDADES COM OS POEMAS




Temas Transversais Desenvolvidos



Ética: diálogo, respeito mútuo, solidariedade, cooperação. Uso e valorização do diálogo como instrumento para esclarecer os conteúdos e de compartilhar descobertas.


Pluralidade Cultural: diferentes formas de transmissão de conhecimento: práticas educativas nas diferentes culturas. Cidadania- direitos e deveres individuais e coletivos. Literatura e tradição- línguas, dialetos, variantes e variação lingüística.



Material a ser utilizado

Folhas com os poemas impressos e suas ilustrações para pintar, colorir, colar, criar...

Folhas para escrita de novos poemas e novas ilustrações;

Lápis, giz de cera, tintas, argila ou papel machê;

Lápis e canetas coloridos para desenhos e caderno para as anotações das descobertas;

Cartolinas para cartazes;

Computador para digitar os novos poemas criados, papel para impressão.








Plano de Aula




1º : Envolvimento


Distribuir os 5 poemas para os 5 grupos formados na turma. Durante a semana, separar momentos para leituras coletivas e discussão sobre os poemas, seus temas, abordagens, formas de linguagem e expressão e pesquisa sobre seus autores (época, ano da autoria, estilo do poeta).

Motivar as crianças a expressar suas emoções, aguçar os sentidos, ler uns para os outros, mudar entonação de voz, notar e expressar os sentimentos de cada poema (felicidade, alegria, esperança, decepção...). Reler os poemas fazendo uso de dramatização e música.



2º : Exploração


Distribuir para cada aluno de cada um dos 5 grupos, o poema do grupo, recortado em partes (versos) e deixar que os alunos montem como acharem melhor. É importante que os alunos tenham à mão, dicionários. Cada palavra desconhecida deverá ser anotada, discutida e definida em seu significado.
Pedir aos alunos de cada grupo que montem e remontem o poema de diversas formas, buscando novos sentidos na ordem inversa dos poemas. Eles ficarão surpresos ao verificar que uma mesma poesia pode apresentar muitas combinações diferentes. Esta será uma forma de exercitar a coerência e mostrar que um poema é uma unidade, não um amontoado de palavras.
3º : Expressividade

Pedir aos grupos que selecionem de comum acordo um dos 5 poemas para desenvolver. Cuidar para que cada grupo escolha um poema diferente, negociar, conversar, discutir... Esta é uma boa oportunidade para os alunos defenderem suas idéias e aprenderem a aceitar a decisão da maioria com colaboração.
Na fase da expressividade, propor aos alunos em grupo, para escreverem palavras que vêm à mente, inspiradas pelo poema, no caderno de anotações. Com base nessa lista, os alunos poderão montar o seu poema. O professor poderá sugerir novas relações entre as palavras ou formas de explorar as sensações sugeridas pelo texto. Os alunos devem se sentir livres para buscar associações incomuns entre as idéias.
Vale tudo com o poema! As crianças adoram inventar rimas e vale lembrar que mais importante que rimar é buscar a sonoridade das palavras, acentuando o significado e as emoções que se deseja passar.
Distribuir 5 cartolinas, cada uma com o primeiro verso de cada poema selecionado para o grupo “dono” do poema. As crianças rimarão os versos seguintes, buscando palavras que combinam entre si e que tenham relação de significado com o poema.
Propor atividades que possibilitem a ilustração do poema, manuseando giz de cera, tintas, argila, recortes de papéis coloridos, recortes de revistas/jornais, papel machê, dramatização, musicalização. Cada grupo pode escolher uma expressão artística diferentes para seu poema.

4º : Interdisciplinaridade

Fazer uso dos 5 poemas na abordagem das outras matérias nas semana seguintes. Desafiar os alunos a relacionarem os conhecimentos adquiridos pelos poemas com os temas das outras disciplinas propostas.
Natureza e Sociedade: Meios de transporte (O Trenzinho), Animais domésticos e selvagens (O Cavalinho Branco), Noções e medição do tempo, dia/noite (O Relógio), Comportamento social (Aninha e suas pedras), Alimentação (No Reino das Pipocas).



Arte: Produção de ilustrações para os poemas, montando um livrinho de poemas individuais com uso de giz de cera, tintas, argila, recortes de papéis coloridos, recortes de revistas/jornais, papel machê.
Ensaiar e apresentar para outra turma da escola, um dos poemas escolhido por toda a classe, para dramatização e musicalização.



Matemática: Contagem e organização das estrofes dos poemas, seprando as palavras em conjuntos, grupos de versos.



Informática: Reprodução dos poemas, correção ortográfica, confecção do livro (diagramação) e das ilustrações.
AVALIAÇÃO


Observação assistemática das crianças produzindo discussões, considerando o aspecto sócio-emocional, o envolvimento com o grupo, a colaboração e participação.


Competências Pessoais: Observar a expressão de cada aluno quanto ao auto conhecimento, auto estima, auto confiança, auto proposição, auto determinação, resiliência e auto realização.
Competências Relacionais: Observar o reconhecimento do outro nos grupo, convívio com a diferença, interação, comunicação, afetividade, planejamento/trabalho/decisão em grupo, compromisso com o coletivo.
Competências Cognitivas: Estimular e conduzir o processo de leitura e escrita, resolução de problemas, análise e interpretação de dados e situações, acesso à informação, interação com o grupo e com a professora, autodidatismo, didatismo e construtivismo.
Competências Produtivas: Analisar e incentivar a capacidade de criatividade, gestão e produção do conhecimento, polivalência e versatilidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog

News...

Loading...